Singular ou plural

maio 19, 2010

No post anterior, sobre minimalismo, a Fernanda comentou que gosta muito “do contrapondo e do mix de estilos. Por que não ser clássica e punk ao mesmo tempo? Vale de tudo hoje em dia, é experimentar pra ver.” Não foi necessário pensar muito para ver que ela tem toda razão, pois a moda é democrática e permite que diversos estilos diferentes se mesclem em apenas uma pessoa.

Isso acontece não só por causa da oferta de moda – afinal, ela nos presenteia com mil coleções e mil lojas, cada qual com sua gama de opções, interpretações e direções a cada semestre – mas também é consequência das escolhas pessoais de cada um, que caracterizam o tal estilo. Eu, entretanto, já não acredito na palavra estilo (principalmente o pessoal) flexionada no singular. 

‘Estilos’ soa melhor porque, como sabemos, a moda está globalizada. Agora, mais do que nunca, os hemisférios partilham as mesmas bases (leia-se tendências); o cada um faz com elas é do gosto de cada região e seus criadores, obviamente. O mesmo acontece com quem observa e consome moda: como disse acima, somos presenteados a cada estação, a cada coleção, a cada dia com várias referências diferentes, o que influencia a maneira de ver a moda de forma geral e, consequentemente, a moda de cada um. Não é necessário gostar de um estilo como um todo para ter vontade de usar uma peça que se encaixa nele. Por exemplo, mesmo não sendo fã de babados românticos, eles são uma boa maneira de neutralizar aquela saia de couro com tachas e zíperes que você comprou…

Infelizmente, tudo nesta vida tem seu ‘poréns’ — e com a moda não poderia ser diferente. Essa fusão de referências de diferentes lugares do globo também é, por assim dizer, tendência atual, o que acarreta alguns outros poréns, como a possível perda de identidade local e pessoal, e a falta de heterogeneidade na moda (nada cansa mais do que ver todo mundo se vestindo igual!). Mas isto é matéria para outro post…

Acredito que, hoje em dia, já não existe gostar apenas do estilo romântico, ou do estilo minimalista, ou do estilo x ou y. Há um estilo indefinido, sem nome — ou melhor, tem nome sim: estilo pessoal – que abarca todas as possibilidades vindas de diferentes estilos. É o meu caso: não consigo me definir apenas como amante de um estilo; o bom é passear e ver o que se adequa. E esse ‘estilo feito de estilos’ nada mais é do que consequência da própria pluralidade da moda.

About these ads

22 Respostas to “Singular ou plural”

  1. Fernanda said

    Gostei do ‘estilo feito de estilos’.

    Acredito que hoje já não tem mais como se adaptar a apenas um estilo. Você tem sua personalidade, que evolui com o tempo, mas sua essência não muda. Vejo a questão do estilo dessa maneira. A personalidade inserida ao estilo da vez.

    Cada dia você está com um humor. Às vezes está sexy, às vezes romântica, às vezes quer ser boring e usar tendência do ano passado.
    O que importa é você se sentir bem e continuar passando a imagem de sempre.
    E, claro, adequar o estilo à sua personalidade. De nada adianta achar que dá pra virar rocker de um dia pra outro, aí fica forçado/montado.

    Reflito muito sobre a diferença entre estilo próprio e estilo passageiro, e sempre chego à conclusão de que o ser/estar mexe bastante com nosso dia a dia, mas acaba sendo bom, porque é o que faz a rotina ir embora.

    • Em pouquíssimas palavras, você acabou de dizer TUDO que penso!
      Estilo é questão de humor, de evolução, de referências e adaptação. E, principalmente, personalidade.
      Na verdade, era esse o ponto que eu tinha em mente quando comecei o post, mas ele acabou terminando de outro jeito. Pensava em como a moda agora é tão plural, tão “não tenha um estilo apenas, faça um mix” que realmente o estilo fixo já quase não existe mais. Esse “be a globe-trotter feelings” corre o risco de deixar todo mundo igual, já que todo mundo quer ficar cool ao passar sem dificuldade por diferentes estilos. Por isso a personalidade é o fator mais importante de todos: a exteriorização das referências dos ‘estilos dentro de um estilo’ de cada pessoa fica nas mãos dela…
      Beijos, Fernanda!

  2. Aline said

    Fico pensando como essa pluralização de estilos que a gente vê hoje não necessariamente condiz com uma maior individualização. Como você falou, esse leque de possibilidade acaba, de uma forma ou de outra, padronizando. Recentemente vi o filme do Wim Wenders em que ele entrevista Yohji Yamamoto e ele super me ajudou a ver um outro lado bastante contraditório dessa questão. Deixei o link do post que escrevi sobre isso aí em cima. Beijos!

  3. [...] This post was mentioned on Twitter by F., Maria Isabel Buambua. Maria Isabel Buambua said: Post novo: Singular ou Plural http://fashionaffair.wordpress.com/2010/05/19/singular-ou-plural/ [...]

  4. Concordo contigo. Mas acho que, pra muitas pessoas, esse “estilo pessoal” não é pessoal de verdade, é só uma junção de tendências diferentes. E o exagero dessa junção pode tornar a pessoa uma fashion victim.

    Eu mesma, tenho mudando a cada dia e já nem sei mais se tenho estilo ou não. Talvez seja só uma fase, mas é tão legar experimentar coisas novas todos os dias.

  5. Adooooorei o blog!
    Concerteza vou linkar…

    Dá uma passadinha no meu?

    Beijokas :*

  6. Mo said

    Concordo com o post, mas concordo com o comentário de cima e acho que essa mistura de estilos que habita nossos armários hoje em dia é muitas vezes apenas a reprodução do que A ou B vestiu e veste! Isso não é totalmente ruim a meu ver, mas acho que às vezes é complicado, pelo menos no meu caso, conseguir distinguir se as coisas que eu compro/desejo comprar são realmente do meu gosto pessoal ou se não é o eco da minha mente consumista e àvida por novidades estampadas diariamente em sites e revistas! kkkkk
    bjus

  7. Gente,como ainda não tinha visto o novo Layout? Super minimalista combinando com o post!
    Acho que tanto você como a moça do primeiro comentário colocaram bem o que eu penso da questão do que é estilo…Acho que a questão não é mais UM estilo,mas como você coloca sua personalidade no mundo de “tendências” e visões ao qual a gente é exposto hoje em dia. A questão é que até esse mix é hoje um estilo não é?Como tu falou mesmo.E acho que ninguém gosta de se limitar dentro de um estilo,digamos. Eu por exemplo,sempre fui bem de estampas,meio sempre mais,com o tempo e a idade ou sei lá o que,hoje eu estou bem mais amiga do menos sabe? Menos cor,acessórios quase sempre chave,sabe,creio que como minha personalidade foi mudando com o tempo,meu dito estilo pessoal também…
    Enfim,a gente tá exposto a muiiiita informação,cabe a cada um filtrar o que se adequa a nossa personalidade..né?
    Xêro gata!

  8. Bebel, tá tudo novo por aqui! Adorei o novo layout!

  9. Excelente post Bebel, como sempre! Fico ansiosa para ler os posts novos, porque sei que virá coisa boa e conteúdo de primeira. Eu concordo contigo e com a Fernanda. Inclusive costumo dizer (quando perguntam qual é o meu estilo), que não tenho um estilo definido. Tem dias que eu adoro misturar estampas. Em outros os looks monocromáticos são a melhor pedida!
    O importante é saber se vestir, de acordo com o seu corpo e com seu estado de espírito!
    Adorei o novo layout!!
    Beijos

  10. Adorei o post, porque é um assunto do qual sempre pensei e de forma exatamente igual à você, parabéns pelo texto!!
    Estilo pessoal realmente é feito de vários estilos: minimalista, rocker, romântico, boho, etc..O que confere o pessoal é a forma com que a gente faz esse mix e o que nós acrescentamos para dar nosso toque único!

    Beeijos

  11. Amanda said

    Acompanho seu blog desde o início e você só tem melhorado sua escrita e criatividade aqui no fashion affair. Parabéns!!! Vou adicionar você lá no meu blogroll. Um beijo.

  12. Marcela Souza said

    Bel sumida!!!
    apareça e dar o ar dos seus posts!
    aaa o Menina Malvada mudou de link para: http://msfashionfans2.wordpress.com
    besos besos

  13. Somos duas que deixamos o blog largado, hein? Que desnaturadas!
    Mas eu vou entrar no ritmo de novo e já fiz post novo lá no blog!

    Beijocas!

    PS: Adorei o novo visu daqui! ;D

  14. É minha primeira visita ao blog e gostei muito!!! Vou visitar sempre.
    Beijo

  15. sEMPREEEEEEE ENTRO NO SITE E quase NUNCA COMENTo.
    mas agora vou dar minha opinião como leitora.
    Seu blog é lindo, você deve se dedicar muitoo e Parabéns.
    Vale a pena! cada detalhe…
    Beeijos**

  16. Ninna said

    OIe, conheça o que tem na minha caixinha fashion !!http://caixinhafashion.wordpress.com/ Comentários sempre bem vindos! ❤

  17. Bel, abandonou mesmo o blog? Uma pena, sempre entro aqui para ver se tem novidade!

    Volta!

    Beijo,
    Camila F.

  18. sonia said

    Olá!!!!!!!!

    Me faça uma visita!

    elo7.com/noselinhas

  19. Rossi said

    “a possível perda de identidade local e pessoal, e a falta de heterogeneidade na moda”

    Eu sempre, sempreeeee, toco nessa tecla! Nada contra quem gosta de se vestir como todas as blogueiras européias se vestem, mas infelizmente isso acarreta numa desvalorização da blogueira local. Pra que copiar o que fazem por lá? Tem tanta coisa boa sendo feita aqui!
    Eu sou peruana, e sempre arranjo um jeito de acrescentar isso quando me visto. Seja na atitude, na hora de enquadrar as fotos, nos acessórios. A mulher sul-americana é única e forte demais para ficar atrás!

    E, com relação ao estilo. O fato é que estilo, por si só, é uma palavra que não consegue captar o objeto. É algo parecido com a palavra “presente”: quando falamos nele, ele já não existe mais. O estilo é mutante e sempre será (ainda bem! Já pensou nos vestirmos da mesma forma sempre?)

    Enfim, não sei se consegui me expressar direito, but I tried my best hahahah

    Beijo!

  20. [...] de começar com o post de hoje gostaria de recomendar um texto que li no blog Fashion Affair (clique aqui) onde são tocados pontos interessantes sobre estilo e a globalização da moda. Um dos pontos que [...]

  21. A primeira mudança é no cabelo, potes de gel e fixadores no lixo, cabelo comprido solto e desgrenhado é regra. Roupas folgadas e confortáveis tudo que permita movimentos livres e soltos. Camisa xadrez, as calças rasgasdas e se forem um tanto batidas melhor, ainda tanto para o rapazes quanto para as garotas. Havia também uma variável muito interessante mas só para quem tinha muito estilo, que é usar as saias masculinas, as famosas kilts escosesas Estas caíram no gosto pelo xadrez tradicional e, claro podiam ser drapeadas ou não. As garotas claro adoraram e também desfilavam com suas saias xadrezes no melhor estilo moda grunge feminina. Quanto ao que calçar, o ideal é um tênis batido e confortável, o que ficou de herança apenas dos góticos foram os famosos e adorados coturnos , era o mais formal que a moda grunge poderia aceitar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: